WRC: Resumo Rally País de Gales

WRC: Resumo Rally País de Gales

Por Rafael Neves

Já cheira a título! Ott Tanak ganhou pela primeira vez na sua carreira o Rali GB e tem já uma mão no título de campeão mundial de ralis.
O estónio agarrou a liderança desde o primeiro dia de rali e nunca mais a largou. No final do primeiro dia, o piloto da Toyota tinha apenas 3 segundos de vantagem para Ogier e Meeke, com Neuville logo atrás. Latvala, que tinha ficado em 2º no ano passado e estava com um bom andamento, saiu de cena logo na sexta-feira, com uma saída de estrada que danificou a roll cage e obrigou o finlandês a abandonar, deixando mais pressão nos seus colegas de equipa para ganharem pontos para o campeonato de construtores.
A “resposta” da Hyundai viria no dia seguinte, com Craig Breen a sair de estrada e a capotar várias vezes o carro, tendo ainda assim conseguido continuar até ao fim, mas sem evitar a descida na classificação depois de vários minutos perdidos pelo piloto irlandês. O segundo dia traria também alterações nos lugares cimeiros, com Meeke a abrandar o ritmo, talvez tendo em mente a importância de conseguir terminar o rali e somar pontos, permitindo que Neuville o ultrapassasse. O belga chegou mesmo ao 2º lugar, ultrapassando Ogier. Elfyn Evans, da M-Sport/Ford, tinha começado o seu rali caseiro com alguns percalços, mas deu uma excelente resposta no sábado, ganhando todas as especiais da manhã e chegando ao 6º lugar da geral, com Mikkelsen à vista.
De facto, o piloto norueguês da Hyundai estava tão à vista que acabou mesmo por ser ultrapassado no último dia de prova, tendo ficado em 6º, atrás de Evans e Meeke, que ficou às portas do pódio, composto pelo vencedor, Tanak, seguido de Neuville e Ogier. Como se isso não bastasse, o estónio ainda foi o vencedor da Power Stage, somando o máximo de pontos possíveis e aumentando a distância para os perseguidores na classificação do campeonato.
O piloto da Toyota leva agora 240 pontos, mais 28 que Ogier e mais 41 que Neuville, a duas provas do final da temporada, o que significa que pode desde já ser campeão no Rali da Catalunha. Já o campeonato de construtores está bem mais renhido, com a Hyundai a ter agora apenas 8 pontos de vantagem para a Toyota, num título que promete ser disputado até à última.

Noutras categorias, este foi desde já um rali de decisões, com Kalle Rovampera, de 19 anos, a sagrar-se campeão da categoria WRC 2-Pro, pela Skoda, sendo que o seu destino parece passar pela categoria principal do campeonato do mundo, já no próximo ano. O espanhol Jan Solans sagrou-se também campeão mundial júnior de ralis.

Uma palavra ainda para o adeus de uma lenda do mundial de ralis, o ex-campeão do mundo Petter Solberg, que fez em Gales o último rali da carreira, com uma vitória na categoria WRC 2. O legado do “Mr. Hollywood”, campeão pela Subaru, promete continuar bem vivo através também do seu filho, Oliver Solberg, que aproveitou esta prova, em que o pai se despediu, para se estrear em eventos do mundial de ralis, sendo que parece ter tudo para fazer carreira ao mais alto nível.

Leave a Reply

Your email address will not be published.